Sexta-feira, 28 de Dezembro de 2012

Resoluções de Ano Novo

 

Todos os anos confesso que, à semelhança de muitos de nós, ao chegar o final de um ano, e aproximando-se um ano novo fresquinho, reavalio a minha vida, o ano que passou e passo a listar o que quero do ano que vai começar. Tal como muitos, quero perder peso! Fazer exercício e ser mais saudavel. Juntar dinheiro, arranjar um emprego como deve de ser! Mas para mim, o mais importante, o que mais desejo do fundo do meu ser...é apenas ser feliz.

 

Mas à semelhança de muitos, começa um ano novo, e rapidamente nos rendemos ao sofá e a nossa comodidade, à vida que sempre conhecemos. E assim adiamos por mais uns minutos, uns dias, umas semanas, uns meses... Assim passa mais um ano e aumenta a frustração de nada ter feito, de nada ter mudado.

 

Sejamos sinceros, desejar, sonhar, querer ou fazer, são tudo palavras de diferentes significados. O que são afinal as nossas resoluções? Para a maioria, não passam de desejos. Porque nada fazemos para tornar realidade os itens da nossa lista. Penso que ao escrevê-la, esquecemo-nos de algo muito importante. O preço. O preço que temos de pagar para atingir as nossas metas, muitas vezes é ignorado na hora dos nossos pedidos. Tudo tem um preço e só a nós cabe adecisão de sacar da carteira ou não.

 

É que vejamos bem. Isto das pessoas quererem perder peso, é tudo muito bonito. E queixarem-se que já fizeram muitas dietas e que nenhuma resultou, porque ao acabar, voltaram a engordar... Aí... E o belo do exercício fisíco para o qual nunca arranjamos tempo? É verdade! Contabilizando as horas do dia, não sobra nada, aliás, o dia deveria ter mais 24 horas. Agora, a verdade nua e crua: se estamos gordos é porque o nosso estilo de vida proporciona este resultado.

 

Portanto se queremos mudar algo, temos de fazer alguma coisa diferente. Primeiro: As desculpas! As desculpas têm de acabar! Segundo: Assumir o compromisso! Terceiro: Manter a disciplina! Este é o preço a pagar, e está em cada um de nós o valor que representam os nossos desejos. Portanto de uma escala de 1 a 10, garantam que os vossos desejos rebentam a escala para 11.

 

Por isso é que este ano, vou repetir o meu desejo de sempre: Ser FELIZ! E nos piores dias do ano, vou apenas relembrar que hoje comprometi-me a pagar um preço em troca da minha felicidade. E assim, em vez de fazer uma lista de resoluções, vou fazer a minha lista de tarefas e, a cada tarefa cumprida, saberei estar a cumprir o meu objectivo.

 

Assim, para ter a sorte de ser feliz, vou ter de:

 

- Passar um fim de semana no campo,

- Fazer um amigo novo,

- Ir a um concerto,

- Planear umas férias,

- Ir à praia,

- Redecorar uma divisão da casa,

- Ler um livro de humor,

- Ler um romance,

- Ir a um restaurante novo,

- Respirar ar puro,

- Atravessar o Tejo de barco,

- Ver um bom filme,

- Pensar no futuro,

- Rir a gargalhada,

- Jogar sudoku,

- Fazer um corte de cabelo novo,

- Almoçar com uma amiga,

- Tomar um banho de imersão,

- Escrever outro livro,

- Ver uma peça de teatro,

- Brincar com os meus cães,

- Fazer uma viagem de avião,

- Ter uma conversa franca,

- Dormir a sesta,

- Estar com amigos,

- Cozinhar algo novo,

- Fazer um trabalho manual,

- Ir ao zoo,

- Tratar do jardim,

- Apanhar sol,

- Organizar uma festa,

- Apreciar uma trovoada,

- Fazer um piquenique,

- Fotografar,

- Ajudar alguém,

- Falar do João,

- Comer uma boa refeição,

- Arranjar o meu dente,

- Passear no centro da cidade,

- Ver uma exposição,

- Elogiar alguém,

- Pensar nas pessoas que amo,

- Sonhar e fantasiar,

- Beijar,

- Cheirar uma flor,

- Recordar quem não está,

- Levantar-me ao meio dia,

- Organizar uma agenda,

- Meditar e fazer pilates,

- Dormir uma noite profundamente,

- Andar descalça na relva,

- Ouvir música,

- Começar um projecto novo,

- Pedir desculpa,

- Estar com pessoas felizes e alegres,

- Escrever uma carta,

- Sorrir às pessoas,

- Dizer “amo-te”,

- Lutar por algo,

- Brincar,

- Contemplar o céu, a lua e as estrelas.

 

A minha lista foi inspirada no livro "Recuperar a Ilusão" de Maria Jesus Alava Reyes

publicado por murimendes às 15:18

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Ainda acreditas na Magia?

. Estilo de Vida Positivo d...

. Porque não, ser a solução...

. A sobrevivência do mais a...

. Talvez não tenha de acaba...

. Maternidade ou Felicidade...

. Do sonho à realidade

. Obrigatório viver pela me...

. Ninguém me tira a minha l...

. Fazeres o que criticas no...

.arquivos

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds