Quinta-feira, 2 de Maio de 2013

Tudo Culpa TUA!

 

Estou apaixonada. Perdidamente apaixonada, por esta meia leca de pouco mais de ¾ de metro. A minha carcaça, como lhe gosto de chamar, devolveu um sentido à minha vida. E não porque tenha agora adquirido, uma nova tarefa em servi-lo ou um novo motivo para me ignorar a mim mesma. Não, esta carcaça de gente, veio para causar uma revolução na minha vida!

 

Eu sei que, muita gente utiliza a expressão de “príncipe” e “rei” quando se dirige aos filhos. E cada um na sua, cada um lhe dará o seu significado, mas quem me conhece, nunca me ouviu dizer tal e nem nunca o ouvirá. Passo a explicar. Quando oiço pais a chamarem os seus filhos de reis, logo me vem à cabeça, seres caprichosos, que têm direito a tudo, mas nada têm de dar. Seres que de alguma forma anulam todos à sua volta, pois eles são os únicos merecedores de todas as mordomias, atenções e bajulações. O rei exige, o rei tem...

 

Como tal, carcaça soa-me melhor... Alimenta, é rijo por fora e fofo por dentro, como uma pessoa deve ser (deixo ao vosso dispor, a interpretação do conceito subjacente). Desde que o João apareceu na minha vida (e vou ser a favor da China - apenas aqui - portanto, desde que começou a sua reprodução de células rumo à vida), sinto-me responsável por mim. Ele nunca me fez sentir como se tivesse que desaparecer, para lhe dar lugar, antes pelo contrário. O João apenas me fez sentir, que agora mais do que nunca, tinha de me assumir enquanto gente neste planeta (quase) deserto de vida, no seu sentido mais visceral.

 

Pois é carcaça. Amo-te tanto quanto odeio o que me fazes sentir. Porque andava eu a tentar passar à deriva da minha vida e chegaste tu. Chegaste para me relembrar que não vale a pena esconder-me de mim. Que não sou feita de matéria estática e não me dou bem com a mediocridade. Vieste para me lembrar todos os dias, que tenho uma grande responsabilidade para comigo, que é VIVER. É que tantas vezes eu tento fechar os olhos e andar por aí feita morta-viva, esperando que seja suficiente e que me consiga conformar com isso, como tantos outros parecem fazer resultar.

 

Mas olho para ti todos os dias e fazes-me lembrar parte de mim. Porque tu, de pequeno e inocente que és, tens o que me lembro de ter em mim. Aquilo que deixei que matassem e que no final, ajudei a matar também. Tu persistes naquilo que queres, não baixas os teus bracinhos a nada e de teimoso que és, quase que roças a estupidez, aos olhos de quem não percebe o que significa agarrar a vida com as suas próprias mãos.

E é assim que me fazes amar-te a cada dia, mais do que o anterior. Porque puxas por mim, para apenas recuperar quem sempre fui e ainda sou, em vez de arranjar mais uma desculpa para justificar a minha apatia. Puxas por mim, porque eu quero que dês continuidade àquilo que já vejo em ti, e dizem que não há nada melhor do que o exemplo. E garanto-te que o mundo será teu. Farás tudo o que quiseres e irás alcançar o céu se acreditares em ti. Garanto-te que vais viver no topo do mundo.

 

Por isso prometo. Prometo que nunca te vou deixar de amar. Porque amar-te faz renascer o melhor de mim, dá um significado a quem sou e reserva-me um lugar útil no mundo. E isso é culpa tua. Por tua causa, vou ousar tocar nas estrelas de novo.

publicado por murimendes às 15:54

link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De helena a 7 de Maio de 2013 às 23:27
Ser Mãe é...amar como nunca achamos que fosse possível.♥

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Ainda acreditas na Magia?

. Estilo de Vida Positivo d...

. Porque não, ser a solução...

. A sobrevivência do mais a...

. Talvez não tenha de acaba...

. Maternidade ou Felicidade...

. Do sonho à realidade

. Obrigatório viver pela me...

. Ninguém me tira a minha l...

. Fazeres o que criticas no...

.arquivos

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds